segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Velorios e enterros

Escrever sobre velorios e enterros nao é tao agradavel, principalmente pois se esta falando dos sentimentos das pessoas que ficaram e as vezes colocando " a prova" esses sentimentos.
Eu tenho um defeito muito grande, mas  sei que nao é somente eu que tenho ele nao,
Eu faco de tudo para  ficar seria e manter aquela fisionomia de paisagem , e me seguro  sempre para  nao dar risada, deve ser nervosismo. Ja escutei tanta historia de velorio que isso mexe comigo de forma bem estranha.
Nao gosto de ver gente morta dentro de caixao, se o caixao estiver fechado, ainda vá lá ,mas se tiver aberto... sei la viu, parece que  vou cair la dentro, nao gosto mesmo.
Nunca fui de ir a enterros e velorios , acho que nessa minha vida  toda fui no maximo em uns 6 ou 7 e ja esta de bom tamanho. Vou tentar escrever da forma mais descontraida que eu conseguir para  nem eu e nem ninguem se sentir tao envolvido.

Aqui na Noruega eu fui em 2, o primeiro foi do sobrinho de meu marido que  morreu com 16 anos  em um acidente com o trem. Ele ia  para o seu primeiro dia de trabalho  de verao, com fones de ouvido escutando rock n roll nas alturas ,nao escutou o trem vindo e atravessou a linha, exatamente no segundo que o trem estava passando. Foi um choque para a familia.
O segundo foi de um querido amigo de trabalho que faleceu de cancer.

Quando se morre de "morte matada ou morte morrida" aqui , as pessoas costumam fazer um "momento de pensamento" para aquela pessoa que  morreu, lá no lugar que ela morreu ou foi achada morta, no dia seguinte ou ate mesmo no mesmo dia, isso tbem vai depender se o local foi ou nao liberado pela policia.






Leva-se velas, cartoes, ursinhos,flores e os colocam ali, exatamente onde  ela estava. Em certos casos, quando o lugar  é de dificil acesso, costuma-se deixar  em um local mais proximo.
Amigos, familiares, conhecidos e ate mesmo curiosos deixam suas mensagens e suas lembrancas.
Esses " presentes" fical la por uma semana no maximo, depois disso a policia ou ate mesmo alguem da familia , vai la no local e recolhe tudo . Ninguem mexe, nenhum estranho  toca em nada, eles no maximo leen o que esta escrito nos cartoes ( estes devidamente plastificados, para aguentar as adversidades dos tempo).

Os amigos ficam la por um bom tempo, alguns falam em voz alta sobre  a pessoa que morreu ali, os sentimentos se afloram, o povo chora, tem um silencio sepulcral no local.
As vezes ate um padre vai la , se por acaso a familia convidar para que ele tbem fale alguma coisa ou somente fique la fazendo cara de paisagem.

Quando "meu" sobrinho faleceu, foi feito tudo isso, e ate um padre foi la, mas a criatura nao abriu a boca pra nada. Entao eu decidi me pronunciar, achava estranho um povo se reunir  na frente da linha do trem , para esperar o trem passar e pronto. A passagem da linha do trem estava  cheia de flores e bichinhos, mais de 100 pessoas no local entre familia, amigos e alunos da escola dele.
Pensei comigo que seria legal no minimo apesar da  irma dele , ter falado , no quao bom ele era e na falta que iria fazer , ninguem se pronunciou em fazer uma oracao , nem mesmo  o padre, ele estava ali era de enfeite?!! Euzinha aqui , pedi  para todos se darem as maos e rezarem o PAI NOSSO e aqueles que nao sabiam, que colocassem seus pensamentos no menino, e assim foi feito!!
O Padre depois veio me dar os parabens! Hã?! parabens?? por eu ter executado o trabalho dele certamente e ainda disse a mim q nao sabia o que falar  naquela situacao , Fala serio ne??

Para ver a materia do jornal ( EM NORUEGUES) clique AQUI

Ah! dai voce pergunta: -  Isso foi antes do enterro?? Sim!
Aqui na Noruega, os enterros acontecem , no minimo 1 semana apos o falecimento , podendo chegar a no maximo 2 mes apos o falecimemento. E tudo isso tem um Porque. e um porque bem fundamentado e posso dizer bem legal
Mas nao deixa de ser stranho ne?? Para nos brasileiros acostumados a enterrar nossos entes  no dia seguinte ou ate mesmo no mesmo dia .

Aqui na Noruega,o fato dos enterros acontecerem bem depois do dia da morte se deve a varios fatores.

Fator 1

Tudo na Noruega é caro ( nascer é barato, gratuito) mas Morrer é muito caro! Nao digo que seja caro como uma casa , mas é caro como comprar um carro 0 km de uma boa marca.
O local no cemiterio eh caro e fica mais caro ainda se voce nao tiver ja uma cova que pertenca a familia. Flores sao caras, a pedra  é cara, o trabalho do coveiro é caro e a igreja tambem é cara, o caixao é caro, entao pra isso , aqueles que ficaram precisam  arrumar dinheiro e as vezes nao é da noite para o dia, As vezes a familia tem q  pedir um emprestimo ao banco, ou familiares se reunirem para ajudar e tudo isso leva tempo.

Fator 2

Quando um ente querido morre, os sentimentos estao todos a flor da pele, dependendo do tipo de morte  a familia fica destruida ou inconsolavel por um tempo, é muito sentimento, é muita dor. Eh so ver os muitos enterros no Brasil, pessoas chorando muito, pais inconsolaveis, desmaiando, chorando , querendo se atirar na cova e por ai vai , Aqui tambem se tem sentimento, alias , pode muitas vezes nao parecer , mas os noruegueses sao humanos tambem.
Entao as pessoas precisam de um tempo para aceitarem a morte , a perda, deixar passar o furror da emocao e  deixar a ficha cair, ficarem mais brandos , conseguirem pensar e concatenar as ideias , pois se tem muita coisa para fazer.

Fator 3

As vezes a pessoa morre na epoca do verao , ou de umas ferias , onde familiares nao estao na Noruega.
Noruegueses, no verao ou em feriados longos, costumam viajar para fora do Pais, compram um pacote turistico de 2 ou 3 semanas e vao para paises quentes, para praias.
Entao , nao tem como voltarem antes.


Fator 4

O clima, a Noruega é um Pais frio, ate mesmo no verao , a temperatura  fica em torno de 26 graus , entao da para se esperar  um pouco mais.
Li que ha muito tempo atras( gosto de pensar que seja na epoca Viking, pois senao fico  basbacada), eles esperavam a neve  acabar para enterrar seus mortos.


As Pessoas que morrem por doenca, nao tem o mesmo procedimento daquelas que morrem de morte matada ou morrida. Nao existe aquele "momento de pensamento", nao existe presentinhos e nem cartas e cartoes.
Mas pode  demorar  do mesmo modo para ser enterrada.


FUNERAL
Aqui voce so vai velar o corpo, algumas horas antes do enterro, os dois que eu fui , foram velados na igreja, de corpo presente e para o meu desespero............. Caixao aberto!!
Dai as pessoas  que vao chegando na Igreja, vao la no caixao, olham e voltam para se sentar  nos bancos.
canta-se salmos da igreja, o padre fala , alguem da familia falae fecha-se o caixao. Gracas a Deus!

O caixao se coloca no pé do altar e na frente  do mesmo vem seguindo em fila uma na frente da outra as coroas de flores e arranjos de flores. As primeiras( as maiores) geralmente sao da familia seguida pelas demais.
O Mais interessante ou no caso quando eu vi pela primeira vez, foi apos o padre dizer algumas palavras ele ir a cada  coroa de flor , com a ajuda do sacristao  que pegava  cada coroa , e entregava ao padre , e ele lia  quem havia mandado e  mostrava a coroa para o  caixao.
Como estivesse  falando " Aqui ó, esse eh o presente de fulano de tal pra voce!" Achei isso um tanto quanto  mas, mas mas ........ cltura é cultura





No funeral, nao existe mais choros, logico que voce chora, se emociona, mas sao mais lagrima de saudade, e nao tao de dor. Todos estao mais consolados, ou conformados.
Quando o caixao vai sair da  igreja, cada um pega sua coroa de flores e segue junto o cortejo, uns colocam dentro do carro funebre as coroas  e entao tiram de la quando  chega no cemiterio.e colocam em cima do caixao.

O enterro segue do mesmo modo que no Brasil, canta-se musica e pronto, desce o caixao e  o servico fica  por conta do coveiro.

APOS O ENTERRO 

Aqui tambem como no Brasil, se costuma reunir a familia e os parentes mais proximos para um cafe  apos o enterro. La geralmente é servido , alguma comida fria, como sanduiches, bolos, cafe, suco  .
As pessoas chegam, sentam , bebem , e cada grupo ali , comeca a dizer  coisas boas sobre a pessoa que faleceu, nesse momento tambem , costuma-se entregar  para a familia ( o responsavel  do enterro) envelopes lacrados, neles contem dinheiro e vai servir para ajudar a familia  com as despesas do  velorio e tambem  dos comes e bebes.

CURIOSIDADE

Nunca vi aqui um caixao de outra cor a nao ser branco.



2 comentários:

  1. Anônimo3:22 PM

    Interessante esse post.
    Bom, nos funerais que fui aqui também teve a parte em que o padre/pastor fala sobre a pessoa, contando acontecimentos da vida dela, inclusive onde trabalhou, familia...
    Outro detalhe que observei diferente do que você observou por ai foi choro, alguns funerais que fui as pessoas choraram muito, mas nada de berros e tal, choro pra si mesma. Mas tb observei que depende de como foi a morte. Fui a um funeral de uma senhora que morreu de câncer, ja vinha sofrendo com isso há muito tempo, filhos e netos choraram no funeral. Fui a do primo do meu marido, ele tinha uns 55 anos,morreu do coracäo durante a noite, dormiu e nao acordou, muita gente chorou, familia e amigos, até eu que conhecia ele pouco. Fui ao funeral do tio do meu marido, tb morreu de repente mas já era bem idoso, não vi lágrimas, mas acho que quando se é bem idoso a morte é esperada e acho que ele se jogou nos bracos da morte, adoeceu e deixou-se doente.
    Fui ao funeral de uma prima de marido, tb lutava contra uma doenca há muitos anos. Tinha muita,mas muita gente mesmo, no funeral dela, muita gente chorou, amigos, familia, etc.
    Nunca fui funeral no inverno, fiquei pensando como seria com a neve, como vc mencionou, será que esperam a neve ir embora?
    Não lembro a cor dos caixões alem do branco.

    Vou ficar seguindo o blog (de novo) kk

    Beijo e Boa Páscoa


    Luciana

    ResponderExcluir
  2. Gostei de suas postagens!

    ResponderExcluir